Pular para o conteúdo principal

Inicio

  • Estudo analisa a resposta sanitária dos
    países membros do Processo de Quito
    durante a pandemia de COVID-19
    Como foi o acesso à saúde de refugiados e migrantes
    nos países membros do> Processo de Quito na América
    Latina e Caribe diante da pandemia de COVID-19?
  • Assinatura da 8ª declaração conjunta do
    capítulo Brasília por unanimidade, na
    conclusão da VIII rodada do
    Processo de Quito
    Em 1º de julho, em Brasília, os 13 países membros do Processo
    de Quito assinaram os compromissos alcançados na VIII
    Declaração Conjunta do Processo de Quito.
  • Soluções para a mobilidade humana de
    refugiados e migrantes venezuelanos na
    América Latina e Caribe são articuladas
    em Brasília
    O Processo de Quito, fórum técnico que trabalha na busca de
    soluções para a mobilidade humana na região, reúne
    pessoalmente em sua Sessão Plenária de 2022 seus 13 países
    membros, o Grupo de Amigos e a sociedade civil.
  • Como enfrentar as vulnerabilidades com
    sucesso, para além da migração e refúgio
    A inclusão de indígenas, moradores de rua, pessoas
    afrodescendentes, e pessoas com deficiência na formulação
    de políticas públicas é essencial para o seu sucesso.
  • Asilo e Migração Regularização:
    Vias de acesso aos direitos
    Os Estados-Membros adotaram programas de regularização
    e reconhecimento do status de refugiados a nível nacional
    que garantem maior proteção e integração.
7,722,579

7,722,579

REFUGIADOS E IMIGRANTES
VENEZUELANOS EM TODO O MUNDO

6,538,756

6,538,756

REFUGIADOS E IMIGRANTES
NA AMÉRICA LATINA E CARIBE

Saiba mais sobre a situação dos refugiados e migrantes venezuelanos na região

 

*Datos tomados de www.r4v.info

Você pergunta e nós respondemos

Por que o Processo de Quito é importante?

Por tratar se de um fenômeno que atravessa fronteiras, nenhum país deve enfrentar a mobilidade humana por conta própria. Por essa razão, nasceu essa área multilaterais técnica, que busca levar os Estados da região adiante na adoção e articulação de medidas para a gestão do fluxo de refugiados e imigrantes de Venezuela.

Por que nasceu?

O fluxo de refugiados e imigrantes da Venezuela tornou-se um dos maiores casos de mobilidade humana do mundo e o maior da região. Os países da América Latina e do Caribe se uniram para fornecer respostas técnicas não vinculantes por meio de mecanismos, esforços coordenados e ações conjuntas.

De onde se originou?

A primeira reunião foi realizada em Quito, Equador, nos dias 3 e 4 de setembro de 2018, para "trocar informações e boas práticas, com vistas a articular a coordenação regional em relação à crise imigratória dos cidadãos venezuelanos na região". Da aí recebe o nome de Processo de Quito.

Presidência

Países membros

Grupo de Amigos

Contato

CAPTCHA
12 + 3 =
Resolva este problema matemático simples e digite o resultado. Por exemplo para 1+3, digite 4.
Esta questão é para verificar se você é ou não um visitante humano e prevenir submissões automáticas de spam.

COM O APOIO DE: